2007/01/11

Mas e o dia antes....

Pois.... já me estava esquecendo do dia anterior ao dia de Natal. A nossa Igreja que tem sido instrumental na plantação da obra numa cidade a 2,5 horas daqui - Bragado - reproduziu nesta bela cidade o musical de Natal retratando a história do Natal ao estilo gaúcho. (podem ver algumas fotos disto do Natal do ano passado)

Mas que maravilhoso foi ao final do culto ver o número de pessoas que se decidiam por Cristo, e que agora a igreja tem a tarefa de acompanhar e ajudar a crescer no seu relacionamento com o Senhor.

Foi um total de 5hr de viagem bem empregues...

E assim se passou o Natal

Pois, este já é o nosso segundo Natal na Argentina! Longe de amigos e familiares, num tempo que é tipicamente um tempo para estar com a família. E... o mais estranho de tudo..... com muito..... muito calor..... muita.... muita..... humidade, e algumas tempestades pelo meio.

Estamos acostumados a mau tempo de Inverno no Natal em Portugal, mas com a mistura de temperaturas e tempestades -- é tudo bem diferente.

Apesar de estar longe de amigos que deixámos em Portugal, estivemos bem perto dos nossos amigos e colegas de trabalho aqui. Partilhamos o jantar de Natal... um pouco cedo (16:00hr) ... é certo.... mas foi mais uma boa experiência de fondue de carne.

E, à meia-noite..... claro.... o tradicional fogo de artifício!! Anunciando a nossa celebração do nascimento do menino Deus.

Nosso furlough nos EUA

Já faz 4 meses que fomos aos EUA para nosso tempo parcial de furlough. Este é um tempo em que os missionários compartilham com as Igrejas o que está acontecendo no Campo Missionário.

Há alguns anos atrás muitos como eu pensavam que este era um tempo de "férias" dos missionários, já que não estavam no campo. Mas, muito longe disso!!!!


Fizemos tour em três distritos dos EUA - cada dia uma apresentação do trabalho (algumas vezes informal, outras em estilo de pregação - cada noite um quarto diferente - com uma cama diferente para adaptar; cada noite tirando malas do carro - cada manhã pondo malas no carro. E, claro, uma coisa é viajar como casal para todos os pontos do precurso, outra bem diferente é viajar com toda a família.




Mas destacamos alguns aspectos que nos marcaram:
  • A amabilidade com que fomos recebidos por todas as Igrejas. Isto nos deu uma sensação de que somos verdadeiramente uma igreja internacional. Apesar da igreja em que somos membros ser em Portugal, e o nosso Distrito ser o Distrito Português. Fomos muitíssimo bem recebidos por todos os Distritos. Fomos tratados como missionários deles e isto nos deu um conforto especial, especialmente estando a fazer este furlough nos EUA.
  • Uma não menos importante faceta do nosso furlough são as ofertas que recebemos para o nosso ministério - e com as quais podemos manter-nos como missionários. E, também nisto ficámos surpreendidos.... as Igrejas nos abençoaram muitíssimo - e com grande sacrifício.


  • Um terceiro destaque, foi a possibilidade de estar com o casal Srader e sua filha Debbie em Houston. Foi muito bom relembrar o tempo que trabalhamos juntos na obra em Portugal, e compartilhar com eles o que estamos fazendo como missionários.


  • Visitamos três estados nesta nossa visita: Virginia (com as suas cores dislumbrantes de Outono); Texas (com o seu calor e humidade - e o amanhecer junto ao mar); Oregon Pacífico (nosso Distrito ELOS (LINKS) - onde tivemos um misto de montanha, cidades grandes, mar).

Este ano de 2007 nos tocará ir a Portugal também compartilhar com as Igrejas o que Deus está fazendo em Argentina. Aguardamos com grande expectativa este tempo para rever nossos amigos, irmãos e familiares.