2005/10/16

Uma visita a mais 4 congregações

No último fim de semana da minha visita ao brasil, fui priviligiado por visitar uma das maiores Igreja do Nazareno do mundo (se não a maior) - A Igreja Central de Campinas.


Foi mais uma oportunidade para mais uma vez ver a forma como Deus está operando agora num contexto mais citadino. Enquanto que Nilopólis é uma das áreas suburbanas da cidade do Rio de Janeiro. Campinas é uma cidade por si só. A Igreja Central, como o próprio nome indica, está bem no centro da cidade.

Sem dúvida que as insfraestruturas são deslumbrantes. Uma antiga fábrica que, depois de transformada, resultou nesta bela Igreja, com um santuário bem moderno e acolhedor. Mas, mais importante que isto, e porque a Igreja não são os edifícios mas as pessoas - que experiência profunda os cultos de adoração nesta Igreja.











Como tive a oportunidade de testemunhar a uma das congregações que aqui se reúne no domingo (a das 18:00), uma coisa é ouvir testemunhos sobre o trabalho da igreja, ouvir contar histórias do que Deus está fazendo... outra coisa bem diferente é ter a experiência de adorar a Deus, numa experiência corporativa e ao mesmo tempo bem íntima. Sim a Igreja é grande, é difícil criar um clima de intimidade... mas é possível, se tal for planeado, como ali acontece.

Algo que captou minha atenção é que logo à entrada, qualquer visitante fica sabendo quem são os líderes da Igreja, o que a Igreja acredita, e o que a Igreja pretende alcançar. Esta é uma igreja em que toda a gente fica sabendo o rumo para onde vai. Que diferença, quando em muitos outros casos por nós conhecidos, por vezes nem o pastor sabe para onde está a levar a Igreja...


Outro aspecto que me prendeu a atenção foi o sonho ousado dos líderes da Igreja, e que se tornou num sonho ousado da Igreja. A construção de uma "catedral nazarena" em Campinas. Um templo para 10.000 pessoas, com estacionamento e espaço para a Igreja infantil - sem que ninguém tenha de se preocupar se o seu carro vai ser rebocado, ou onde é que estão os seus filhos. Deus sabe, quando será o tempo para que este sonho se torne em realidade.


Mas em termos ministeriais, e atendendo ao meu background de estudos musicais, a experiência de ver uma orquestra Nazarena tocando hinos, em pleno culto devocional; os corais de casais e crianças; e toda o aspecto musical da adoração - foram dos aspectos que mais me marcaram nesta visita, e que jamais eu irei esquecer...