2005/09/29

Segunda ida às Migraciones

Hoje foi um dia que estávamos decididos em ir aventurarmos em Buenos Aires.
Tínhamos que ir levantar os nossos registos criminais que já estavam prontos e ir legalizar as traduções dos documentos que trouxemos de Portugal para a nossa radicação aqui.
Com um guia da Cidade de Buenos Aires nas mãos, lá fomos nós traçando o nosso caminho para chegarmos às Migraciones. Bom... realmente, resolvemos esquecer o guia e puxámos de um bloquinho no qual, da 1ª vez, tomámos notas, e assim facilmente conseguimos chegar lá. Uma colega nossa nos tinha dito que deveríamos levantar o registo criminal numa Esquadra de Policia lá perto. Achámos estranho, mas como estamos em terra estranha, achamos por bem ir onde fizemos o pedido e esclarecer. Se assim o pensamos, melhor o fizemos, pois viemos logo com os R.C. nas mãos. Afinal não tinhamos que ir a Esquadra nenhuma.
Seguimos caminho para a legalização das traduções. Isso aqui na Argentina é muito giro. As avenidas são enormes (tanto no tamanho como em lagura), mas a maioria é de sentido único, o que dificulta as coisas para "caloiros " como nós. Seguimos o conselho do guia e subimos uma avenida toda para depois virarmos numa perpendicular e de seguida numa paralela a anterior que era a avenida que queríamos. Conseguimos, foi fácil chegar a partir das Migraciones.
Depois de legalizarmos as traduções, resolvemos entrar numa Farmácia. Este novo conceito de farmácia, gostei... . Pois é, é uma farmácia género mini-mercado, em que tudo o que não necessita de prescrição médica está nas prateleiras e é self-service. Isto foi bom, pois assim pudemos escolher o que queríamos e comparar os preços.
No regresso tínhamos que entrar numa avenida perpendicular à que estávamos, para levar-nos a uma autopista que nos traria ao caminho de regresso. Surpresa!!! Quando chegamos à tal avenida descobrimos que não podíamos virar, era obrigatório seguir em frente. Bom tínhamos então 2 opções. Seguir em frente e desfazer o caminho da vinda para a capital, ou dar a volta por uma rua perpendicular e entrar por outra avenida. Lá resolvemos dar a volta e victoriosos entramos na Av. 9 Julho. Rapidamente já estavamos todos contentes na autopista. De repente surgem as portagens. Passámos as portagens e vemos um aviso: Fim de autopista. Desmanchámo-nos a rir....não era possivel!!! Entrámos na 9 de Julho para andarmos 3 mn numa autopista e pagar 0,50 Pesos. O bom disso tudo é que conseguimos ir e voltar da Capital sem nos perdermos. Realmente, quando confiamos em Deus, Ele nos dá sabedoria para andarmos sem nos perder.