2005/11/30

Sou grato.... por Tudo... O que tenho!!!!

Com as palavras do título se iniciava um corinho de gratidão que durante muito tempo foi, com frequência, cantado em Portugal.

Ontem, toda a nossa família se regozijou ao receber a notícia que a nossa casa foi, finalmente, vendida!!!

Esta foi uma grande alegria para nós, sim vendemos, mas não foi uma perda, foi antes um reconhecimento que estamos nas mãos de Deus - e Ele cuidará do nosso futuro, certamente!

O processo parecia empancado, ainda na véspera telefonava para a Embaixada para saber do imposto de selo pago nas procurações. Mas ontem, Terça-Feira, quando tudo parecia já impossível para se concretizar naquele dia a Escritura - recebemos à noite a confirmação de que a casa estava finalmente vendida. GRAÇAS A DEUS!! Assim, pudemos libertar-nos de responsabilidades financeiras que ainda mantínhamos em Portugal devido ao empréstimo contraído na compra - Agora tudo está liquidado!

Agradecemos muito as orações de todos quantos se lembraram de nos apoiar neste momento. Deus nos escutou a todos e mais uma vez provou a Sua grande fidelidade para connosco. Agradecemos também à nossa prima, advogada, a Drª. Hermínia Gomes, que nos ajudou muito em todo este processo de venda.

Deus é FIEL!

2005/11/21

Porque a vida não é só pedir...

Queremos dar Graças a Deus pelas vossas orações para a nossa ida ao departamento de Imigrações.

Não foi tarefa fácil, e ainda vamos ter de voltar com um outro documento dentro de dez dias.

Mas... conseguimos o nosso certificado de residência temporária precária na Argentina. Este é o primeiro passo para a obtenção da residência. Esta foi uma vitória - e como tal, queremos celebrá-la convosco - nossos apoiantes.

Temos porém a renovação de um pedido anterior - temos uma nova data de Escritura marcada para dia 29/11 - por favor, orem para que tudo dê certo e desta vez, finalmente consigamos vender a casa.

Muito obrigado pelo vosso apoio.

2005/11/17

Motivo de Oração

Caros parceiros de oração. Amanhã estaremos indo ao departamento de emigrações mais uma vez para tentar iniciar o processo para a radicação aqui na Argentina.

Da primeira vez nos rejeitaram um documento e faltava um outro que ninguém nos tinha dito que precisávamos. - Claro que nestas coisas sempre há algo novo cada vez que se vai!

Mas amanhã é a nossa última oportunidade de fazer alguma coisa antes de termos de sair do país para ir ao Paraguay afim de renovarmos nosso visto turístico aqui.

Então por favor, orem para que amanhã tudo dê certo, e saiamos de lá com o nosso visto de residência precária - que é o primeiro passo visando a radicação.

As vossas orações são muito apreciadas.

2005/11/16

E para que o André não fique atrás...

Bem... O André não poderia ficar para trás, então aqui vão algumas fotos do seu aniversário no passado dia 13/10.




Fazendo a piñata cair....




2005/11/11

A pedido de várias famílias...

Bom... depois de receber alguns pedidos, achamos que é tempo de colocar em nosso site algumas fotos da família. Então aqui vai:





A Nicole no seu aniversário. É verdade, ela já está com 9 anos. Nesta festa foram celebrados os aniversários de duas Nicole(s).













São servidos....! ;-)











Esta era uma festa de disfarces, então.... claro.... todos estávamos vestidos a rigor!... Uns mais que outros.... :-D













Cá está o D. Juan da família. Toda a gente lhe gaba os olhos.... acho que vai haver muitos corações quebrados. Na guarderia, onde ele passa as manhãs, já tem duas irmãs concorrendo pela sua atenção...








A Nicole no seu melhor, de uniforme, preparando-se para sair para a escola!

2005/11/09

Aos nossos Intercessores...

Agradecemos toda a força que temos recebido de irmãos que nos têm assegurado de seu cuidado de oração por nós. Crêmos no poder da oração, por isso, queremos deixar dois motivos de oração:

  • Pelo desenrolar do processo de radicação na Argentina - nosso prazo para o visto turístico está chegando ao fim, e necessitamos de até dia 25/11 resolver nossa situação com o departamento de emigrações, e com a alfândega. Há alguns documentos que necessitamos e dos quais estamos dependentes para iniciar o processo. - isto é um assunto que está fora de nossas mãos, então só podemos realmente orar para que Deus agilize o processo.
  • Pelo processo da venda de nossa casa em Portugal. Desde Junho que estamos a tentar fazer com que o processo avance e se concretize, e até agora ainda nada. Ficamos sabendo que no dia 2/11 foi marcada a escritura, mas que só nesta altura foi detectada uma irregularidade com a procuração que deixamos para este fim. Resultado, tivemos que ir à embaixada (já contei sobre isto), fazer novas procurações - gastar mais dinheiro, para já não falar nos custos inerentes ao pedido de distrate do empréstimo. Os documentos serão enviados amanhã para Portugal. Por favor, orem por nós para que o Senhor agilize este processo - é algo que está criando alguma ansiedade tanto em nós como nos promitentes compradores.
Profundamente agradecemos o vosso apoio também neste aspecto.

Visitando terras lusitanas

Hoje precisamos de ir tratar de um documento na Embaixada de Portugal (terras lusitanas na Argentina - clara). Chegamos lá sem problemas de maior, graças ao bom mapa que temos da região. E chegamos já com alguma ansiedade por ouvir a famosa língua de camões. Qual não foi o nosso espanto logo ao sermos atendidos pelo segurança, ouvimos, não o tão desejado Português, mas o castelhês. Nós os Portugueses em terras hispânicas, lá vamos arranhando o Portunhol. Mas, nesta embaixada, ou que ouvimos foi um Castelhano arranhando o Português - daí o castelhês.

Mas, mais nos surpreendeu, o facto de que até os próprios funcionários não falavam a pura língua de camões, mas mais um castelheseiro.... ou seja, uma mistura de castelhano com Português, com sotaque do Brasil. Onde é que afinal estão os Portugueses nesta nossa querida embaixada??? Ficámos por descobrir... talvez da próxima vez tenhamos mais sorte...!

Mas tratamos de tudo o que precisávamos, excepto da inscrição da Nicole, visto que ela estava na escola, e ela precisava "assinar" os seus papeis. Claro está, isto foi algo que deixou a liliana "passada dos carretos", pois ninguém nos tinha dito que era necessário ela estar presente, e afinal, ela só tem 9 anos. Bem... lá tentei pôr alguns "paninhos quentes", mas não sei se resultou...

O resultado final, no entanto, será que teremos de fazer mais uma visita a este famoso lugar para todos que são de origens Lusitanas como nós!

2005/10/16

Uma visita a mais 4 congregações

No último fim de semana da minha visita ao brasil, fui priviligiado por visitar uma das maiores Igreja do Nazareno do mundo (se não a maior) - A Igreja Central de Campinas.


Foi mais uma oportunidade para mais uma vez ver a forma como Deus está operando agora num contexto mais citadino. Enquanto que Nilopólis é uma das áreas suburbanas da cidade do Rio de Janeiro. Campinas é uma cidade por si só. A Igreja Central, como o próprio nome indica, está bem no centro da cidade.

Sem dúvida que as insfraestruturas são deslumbrantes. Uma antiga fábrica que, depois de transformada, resultou nesta bela Igreja, com um santuário bem moderno e acolhedor. Mas, mais importante que isto, e porque a Igreja não são os edifícios mas as pessoas - que experiência profunda os cultos de adoração nesta Igreja.











Como tive a oportunidade de testemunhar a uma das congregações que aqui se reúne no domingo (a das 18:00), uma coisa é ouvir testemunhos sobre o trabalho da igreja, ouvir contar histórias do que Deus está fazendo... outra coisa bem diferente é ter a experiência de adorar a Deus, numa experiência corporativa e ao mesmo tempo bem íntima. Sim a Igreja é grande, é difícil criar um clima de intimidade... mas é possível, se tal for planeado, como ali acontece.

Algo que captou minha atenção é que logo à entrada, qualquer visitante fica sabendo quem são os líderes da Igreja, o que a Igreja acredita, e o que a Igreja pretende alcançar. Esta é uma igreja em que toda a gente fica sabendo o rumo para onde vai. Que diferença, quando em muitos outros casos por nós conhecidos, por vezes nem o pastor sabe para onde está a levar a Igreja...


Outro aspecto que me prendeu a atenção foi o sonho ousado dos líderes da Igreja, e que se tornou num sonho ousado da Igreja. A construção de uma "catedral nazarena" em Campinas. Um templo para 10.000 pessoas, com estacionamento e espaço para a Igreja infantil - sem que ninguém tenha de se preocupar se o seu carro vai ser rebocado, ou onde é que estão os seus filhos. Deus sabe, quando será o tempo para que este sonho se torne em realidade.


Mas em termos ministeriais, e atendendo ao meu background de estudos musicais, a experiência de ver uma orquestra Nazarena tocando hinos, em pleno culto devocional; os corais de casais e crianças; e toda o aspecto musical da adoração - foram dos aspectos que mais me marcaram nesta visita, e que jamais eu irei esquecer...


2005/10/12

Passando o Testemunho

Depois do abençoado fim de semana no Rio, viajei de van (carrinha) para Serra Negra, no estado de São Paulo.

Esta foi uma viagem interessante. 6 horas de viagem, e as últimas horas foram em pé no ônibus (autocarro) porque a van tinha avariado no meio do caminho.




Aqui está uma breve vista de Serra Negra.






Mas que tempo abençoado passámos num retiro de famílias pastorais, com o total de participantes ultrapassando os 300. Foi uma oportunidade para conhecer uma boa parte da liderança do Brasil, pois todos os Superintendentes de Distrito da Área Central do Brasil estavam lá. E vários visitantes das outras Áreas também estiveram presentes.


Dr. Jorge de Barros foi um dos oradores. E suas mensagens nos falaram profundamente como sempre.

Mas este foi também um momento histórico. Foi o tempo de passagem de testemunho no Brasil. Até Agosto de este ano, o Brasil era uma só Área (ou Campo), e tinha um único Director. Em Agosto foi feita a decisão de dividir o brasil em três Áreas e de transformar o Brasil numa sub-região. Então neste retiro houve um momento especial para fazer uma cerimónia de passagem de testemunho.

2005/10/10

Rio de Janeiro -- Terra de Contrastes

Não pudemos deixar de fazer um curto tour pelo Rio de Janeiro. E não é preciso gastar muito tempo neste tour para descobrirmos o Rio de Janeiro como uma terra de contrastes, à semelhança de muitas das grandes cidades da América Latina.



Por um lado, os luxuosos destinos turísticos hoteleiros, inspirando qualquer turista a uma visita.











por outro, a realidade diária da favela.

(Ver mais fotos da viagem)

2005/10/09

Uma Igreja -- 4 Congregações


Aqui no Rio de Janeiro, mais concretamente na Baixada Fluminense, fui encontrar a 1ª Igreja do Nazareno de Nilópolis, a apenas algumas quadras de uma bem famosa escola de samba.

Esta é uma Igreja com mais de 2000 membros. Com uma equipa pastoral dinâmica entre ministros locais, pastores ordenados e pastores licenciados. Tudo sob a liderança do Pr. Pedro Paulo o pastor senior da Igreja.

Esta é uma das igrejas que já tem 4 cultos por domingo (e muitos mais durante a semana). E o mais espantoso, e ao mesmo tempo, extraordinário, é o facto de que cada um dos cultos representa realmente uma congregação diferente. Pois, são poucas as pessoas que se repetem de culto para culto.

Logo após a minha chegada, tive o privilégio de receber o convite do Pr. Pedro Paulo para pregar nesta maravilhosa igreja no culto das 17:00. Um culto de cerca de 1:50min. para permitir ao pessoal do culto das 19:00 entrar em tempo de começar o culto, e do pessoal do outro culto sair. A foto seguinte ilustra bem esta "troca" de assistências...


E em cada culto o número de assistentes era semelhante. Cada culto com pessoas novas chegando pela primeira vez à Igreja, e apesar de ser uma igreja grande (para padrões portugueses), na realidade há espaço para que um visitante que chegue pela primeira vez possa ser apresentado, e cumprimentado pelas pessoas que estão mais próximos dele. Isto é ser corpo! Ser uma comunidade em que nos importamos uns com os outros, independentemente do tamanho que possa ter a a Igreja.

Para que vejam a realidade, depois deste culto das 17:00 horas, chegou o culto das 19:00, e novamente veja-se a assistência:

É uma igreja em que todos se podem sentir benvindos. Até mesmo alguns irmãos invisuais que chegam para assistir ao culto e louvam a Deus com o mesmo fervor e entusiasmo que todos os outros; e ainda irmãos que surdos-mudos que participam na adoração conjunta do corpo... e que lindo que é este ministério! Vê-los integrados em toda a adoração, sob a direcção de uma irmã experiente em linguagem gestual ajudando-os a participar do louvor e adoração.

A Igreja tem de ser o lugar onde todos se sentem benvindos sem excepção, independentemente de raça, côr, incapacidades físicas ou de outra natureza. É o lugar onde o povo de Deus se encontra com o Seu Criador em adoração e louvor, e para escutar a Sua voz profética para os nossos dias.

Apesar de ser um dia com muitas actividades, visto este ter sido um fim-de-semana missionário na Igreja; houve no entanto tempo para quatro dedicações de crianças - duas no culto das 10:00; e as outras no culto das 19:00. Esta é uma igreja que verdadeiramente não pára em todo o ministério que presta à comunidade em que está inserida, e sobretudo, no seu serviço à comunidade da fé...



Esta foi uma experiência especial. Estou grato à Igreja que tão bem me acolheu nestes dias e me proporcionou a oportunidade de conhecer os seus múltiplos ministérios. Desde compaixão, à Rádio, a missões, trabalho com jovens, e crianças, enfim - uma Igreja dinâmica e sobretudo relevante na comunidade em que está inserida.

Seguiremos orando por estes irmãos alí naquela zona tão carenciada do Rio de Janeiro.

2005/10/08

Viagem a Brasil

Hoje estou indo de caminho para o Brasil, onde irei passar 10 dias. Irei ajudar com a organização da administração financeira das três novas Áreas no Brasil, bem como com a organização da sub-região do Brasil.

O trabalho no Brasil se tem desenvolvido de tal forma, que a Igreja Internacional reconheceu a utilidade de ser criada uma nova estrutura de governo dentro de uma Região, chamada de sub-região, a qual actuará com uma certa autonomia da Região - mas sempre havendo uma ligação institucional com a Região.

Nestes dias estarei também assistindo um retiro de pastores em que uma boa parcela da liderança do Brasil estará representada.

====
Quando cheguei, o Pr. Pedro Paulo - Director de Área do Brasil Sul -- foi ao meu encontro no aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro. E logo me passou uma boa notícia -- Portugal foi qualificado para o Mundial. É sempre bom ouvir notícias da terra... ;-)

2005/09/29

Segunda ida às Migraciones

Hoje foi um dia que estávamos decididos em ir aventurarmos em Buenos Aires.
Tínhamos que ir levantar os nossos registos criminais que já estavam prontos e ir legalizar as traduções dos documentos que trouxemos de Portugal para a nossa radicação aqui.
Com um guia da Cidade de Buenos Aires nas mãos, lá fomos nós traçando o nosso caminho para chegarmos às Migraciones. Bom... realmente, resolvemos esquecer o guia e puxámos de um bloquinho no qual, da 1ª vez, tomámos notas, e assim facilmente conseguimos chegar lá. Uma colega nossa nos tinha dito que deveríamos levantar o registo criminal numa Esquadra de Policia lá perto. Achámos estranho, mas como estamos em terra estranha, achamos por bem ir onde fizemos o pedido e esclarecer. Se assim o pensamos, melhor o fizemos, pois viemos logo com os R.C. nas mãos. Afinal não tinhamos que ir a Esquadra nenhuma.
Seguimos caminho para a legalização das traduções. Isso aqui na Argentina é muito giro. As avenidas são enormes (tanto no tamanho como em lagura), mas a maioria é de sentido único, o que dificulta as coisas para "caloiros " como nós. Seguimos o conselho do guia e subimos uma avenida toda para depois virarmos numa perpendicular e de seguida numa paralela a anterior que era a avenida que queríamos. Conseguimos, foi fácil chegar a partir das Migraciones.
Depois de legalizarmos as traduções, resolvemos entrar numa Farmácia. Este novo conceito de farmácia, gostei... . Pois é, é uma farmácia género mini-mercado, em que tudo o que não necessita de prescrição médica está nas prateleiras e é self-service. Isto foi bom, pois assim pudemos escolher o que queríamos e comparar os preços.
No regresso tínhamos que entrar numa avenida perpendicular à que estávamos, para levar-nos a uma autopista que nos traria ao caminho de regresso. Surpresa!!! Quando chegamos à tal avenida descobrimos que não podíamos virar, era obrigatório seguir em frente. Bom tínhamos então 2 opções. Seguir em frente e desfazer o caminho da vinda para a capital, ou dar a volta por uma rua perpendicular e entrar por outra avenida. Lá resolvemos dar a volta e victoriosos entramos na Av. 9 Julho. Rapidamente já estavamos todos contentes na autopista. De repente surgem as portagens. Passámos as portagens e vemos um aviso: Fim de autopista. Desmanchámo-nos a rir....não era possivel!!! Entrámos na 9 de Julho para andarmos 3 mn numa autopista e pagar 0,50 Pesos. O bom disso tudo é que conseguimos ir e voltar da Capital sem nos perdermos. Realmente, quando confiamos em Deus, Ele nos dá sabedoria para andarmos sem nos perder.

2005/09/18

Um culto memorial

Não é muito comum na tradição evangélica fazermos um culto memorial. Embora, por vezes aconteça. Este foi o caso no dia de hoje. Foi um culto em que lembramos a forma como Deus usou o Dr. Bruno Radi no avanço desta Região SAM.

Pudemos ouvir da sua paixão pela causa de Cristo, e a forma como motivava aqueles que o rodeavam. Foi uma motivação para nós também.

Mas foi um culto muito emotivo. Até a Nicole passou o culto a chorar e dizendo o quanto gostava de ter conhecido o tio Bruno.

Quando olhamos para as Escrituras vemos que muito foi Escrito sobre homens que perseveraram na fé. Lembro especificamente o caso de Heb. 11. Em que vários homens são mencionados como "heróis da fé". E a forma como isto foi uma motivação para os leitores da carta.

Se calhar precisávamos de mais tempo para nos encorajarmos uns aos outros através dos exemplos daqueles que vão perseverando na carreira Cristã. Que Deus nos ajude a permanecer fiéis. - Como diz uma música que foi hoje cantada - "que aqueles que vêm após nós, nós encontrem fiéis!"

2005/09/17

Um dia na capital

Hoje passámos um dia fenomenal em Buenos Aires. A temperatura estava amena, e o dia ensolarado prestrando-se bem para um passeio pela baixa.

Entrámos pela Av. 9 de Julho, chegando até ao famoso obelisco no centro da cidade.









Prosseguimos para ver a famosa Casa Cor-de-Rosa, o equivalente à casa branca nos EUA.

















E fomos almoçar na famosa "La Boca" um local junto às docas, onde dizem terá nascido o famoso tango. Foi uma oportunidade para ver vários artistas que na rua mostravam o que eram capazes dançando o tango.

















Terminámos o dia indo visitar "o lugar onde os mortos vivem". Que é o mesmo que dizer fomos a "Recoleto", o famoso cemitério em que Evita Perón foi sepultada, e que, segundo nos disseram, é um local de status para as famílias que ali enterram os seus mortos. Aliás, há relatos de pessoas que foram sepultadas neste cemitério num dia, saíu no jornal que tinham sido ali sepultados, e que no dia seguinte foram transladados para outro lugar... ou seja, também aqui há quem viva das aparências... :-)


No caminho para recoleto visitámos uma linda Igreja Católica que fica mesmo ao lado.





O único problema que eu achei, foi uma das cenas ali retratada. Achei o retrato sui generis não tanto pelo que retrata, mas pela sua sugestividade à nossa imaginação sobre o que pode retratar. Mas sobre isto nada digo... deixo o caso à vossa imaginação...;-)


















Claro que, para terminar o dia em beleza, perdemo-nos na cidade, e demorámos uns 20 minutos até nos re-encontrarmos... depois foi sua entrar na Auto-Estrada até Pilar.

2005/09/15

A grande chegada...

Finalmente o dia que tanto esperávamos desde que chegamos a 25 de Agosto... A chegada das nossas coisas pessoais que foram enviadas em Junho.

Por causa da nossa ida para os Açores liderando uma equipa de Jovens em Missão, tivemos que empacotar todos os nossos pertences pessoais nos últimos dias de Junho. E, isso fez com que durante todo esse tempo estivessemos a viver daquilo que tínhamos nas nossas malas...

Mas hoje chegaram todas as nossas coisas. O grande problema que temos, é o de meter "O rossio na rua da betesga" (se é que me entendem...) Ou seja, trouxemos cerca de 7 metros cúbicos de caixas, para meter na pequena casinha que estamos habitando temporariamente. Então nos próximos dias estaremos convivendo com caixotes no meio da nossa sala, até decidirmos os que vamos abrir e desfazer, e os que vamos guardar até irmos para a nova casa.

Foi necessária alguma criatividade para a empresa nos trazer as coisas. Aparentemente, o camião principal crashou. Então vieram numa mini-carrinha, caixa-aberta, estilo Nissan Strakar (para os que conhecem), e em duas viagens, procuram empilhar o maior número de caixas possível. Foi interessante... Não tiramos fotos, pois não queríamos que isso fosse causa de escândalo para o pessoal da empresa que estava procurando fazer o seu melhor.

2005/09/11

Re-aprendendo o código

Pois é... quem diria que depois de conduzir há mais de 10 anos, eu iria agora re-aprender o código. Se não vejamos....

Sinal vermelho - nem sempre significa vermelho - pois se seguirmos isto à risca, podemos ficar com a traseira do carro bem mais reduzida. :-)

Semáforos - estão do outro lado do cruzamento. Ou seja, nada de parar junto ao sinal, ou podemos levar com os carros que vêm da outra direcção em cima...

Num semáforo - a faixa que vira à esquerda, ficaria normalmente à esquerda, não é?! Errado, fica à direita. Então saímos do eixo de rodagem encostamos à direita esperamos pela seta verde, e... BUM.... viramos à esquerda passando na frente de todos os carros parados num sinal vermelho (sim aquele que nem sempre é vermelho....) ;-)

A propósito... logo no primeiro domingo que viajava com alguém local no carro, o bom do tuga, bom respeitador do código pára num sinal vermelho. Pois é... só que parou no meio de um cruzamento que vinha da direita.... O nacional logo exclamou... "tem de parar mais atrás!!"
Coisa de missionário novato num novo país...

Auto-Estradas - o nome diz tudo... "auto" - de automóvel. Nah! Realmente, também dá para motas com um atrelado parecendo-se com uma carroça e para bicicletas que se atrevem a circular.

Estado do automóvel - todos sabemos dos rigores das inspecções em Portugal. Bem... umas mais que outras, a gente sabe!! Mas essa coisa de ter um carro a cair aos pedaços a circular, é coisa que não funcionaria na inspecção em Portugal. Pois é, o que temos notado aqui é que a regra parece ser "se anda... pode circular". Pois temos visto carros desde o novo, impecável, a sair do stand. Até ao velho xaço que já passou do seu tempo, sem faróis, rodas descalibradas, chassi empenado, etc. Mas circulando....

Rotundas - prioridade para quem está dentro não é?! Pois acertaram, também não é assim! Normalmente, pára-se no meio da rotunda, especialmente se o carro que for a entrar for maior que o teu. Assim... estilo camião, autocarro, etc. - esses sempre têm prioridade. São maiores.... e tu queres estimar o teu carrinho, pois! ;-)

E ainda só cá estamos à duas semanas. Estou certo que vou "aprender mais código" ainda. Depois vou passando para vós.

2005/09/09

A primeira viagem aos serviços de estrangeiros

Pois, esta foi a nossa primeira viagem. E foi uma experiência interessante. Fomos lá somente para pedir uma certidão do registo criminal aqui na Argentina. Demora 8 dias úteis.... até aqui tudo bem... até porque até há alguns anos atrás em Portugal o processo era muito semelhante.

Porém... o formulário tem de ser levantada entre as 7:30 e as 8:30, depois de preenchido temos de ir para o banco (que fica à distância de dois largos quarteirões), e que só abre às 10:00, para fazer o pagamento do serviço. E só depois voltamos para nos pintarem os dedos todos e tirarem as impressões digitais. E... este pode ser um longo processo, pois vimos outras pessoas repetirem este processo de pintura de dedos 3 e 4 vezes. Felizmente, connosco só foi preciso uma vez...

Ou seja, já era meio-dia quando finalmente saímos de volta para o escritório. Felizmente, em todo este tempo estivemos acompanhados por um casal que também está a iniciar o processo, e pelo Rich (o nosso colega de finanças) que, mais ou menos , conhece já os "cantos à casa"(isto porque sempre há novidades no processo - tal como acontece em Portugal).

2005/09/05

Reconhecendo assinaturas

As nossas coisas chegaram no sábado passado ao porto em Buenos Aires. Porém, para retirar as coisas é preciso uma carta de autorização passada ao despachante para agir em nosso nome com assinatura reconhecida por notário.

Mas, para obter isto... descobrimos... temos de levar a carta e assinar na frente do notário a carta, isto mesmo que tenhamos que deixar a assinatura também no livro do notário. Mas essa na serve, então tive de assinar a minha carta duas vezes, e só a segunda assinatura é que conta. :-) E antes de lá ir, temos de saber se podemos lá ir, pois pode o notário não estar lá, ou eles não poderem receber documentos para reconhecer (por outras palavras, não é só entrar, reconhecer e sair - temos de lá deixar o documento).

Mas, para reconhecer isto tudo. Temos de deixar dados de morada, número de passaporte, nome da esposa regime de casamento, etc.

Quando falamos no outro dia com alguém aqui no escritório, descobrimos que para que o reconhecimento de assinatura tenha validade na capital (Buenos Aires), temos de legalizar a assinatura. Então simpaticamente a nossa recepcionista lá ligou à escribania para pedir não só a certificação da assinatura, mas a legalização da mesma.

Este foi um processo de dois dias! :-)

2005/09/04

Primeiro domingo na ED

UAU!! Que diferença! Aqui começamos às 10:30h. E logo somos recebidos por Buzi e Punta Fina que nos dão as boas vindas à Escola Dominical.




Temos uma abertura conjunta com músicas bem animadas e movimentadas (sim... os adultos também participam - não é só para jovens ou crianças). Quando cantamos a música do Buzi, toda a gente entrega as suas tarefas de casa do domingo anterior.





Das 11:00 às 12:00 é o tempo de lição. Bem que os professores em Portugal gostavam de ter uma hora completa para dar a lição....

Depois nos reunimos todos, e cada classe (sim os adultos também) vão à frente dizer o versículo.





E há pontos para quem ganha. Até sairmos são à vontade 12:30.

2005/08/28

O nosso primeiro domingo

Esta foi realmente uma experiência como nunca vimos antes. Neste dia era comemorado o dia da criança. Qual não foi o nosso espanto, que quando chegamos todos "bem vestidos" como normal para a escola dominical. Nesse dia toda a gente estava com roupas informais, e pronta para um dia de jogos e brincadeiras.

Maior foi o espanto quando autocarro, após autocarro, o grupo se foi alargando, chegando até às 600 crianças. Sendo uma boa parte delas crianças que estavam pela primeira vez em contacto com a Igreja.

No final dos jogos e brincadeiras, houve tempo para apresentar o plano de salvação, e para orar com algumas crianças para que recebessem a Cristo como seu Salvador.

Aqui estão algumas fotos:







Até a Nicole participou...



2005/08/25

O lugar que chamaremos de "lar"

Depois de várias horas de viagem, chegamos, finalmente, ao lugar a que passaremos a chamar de "lar" nos próximos tempos.

Aqui estão algumas fotos para verem:






Aqui está a entrada.









Este é o prédio dos Escritórios








Casas onde vivem os nossos colegas.









E, Finalmente!....

A nossa amada casa a que chamaremos de lar, na melhor das hipóteses pelos próximos 5 anos. Nesta casa resideremos temporariamente, visto que a nossa casa permanente será construída noutra propriedade junto com as de outros missionários e onde será também a Escola Primária Nazarena.

Como podem adivinhar pelo estilo, o seu nome é "Alpina" - dando-nos assim um gostinho de Europa em terras Argentinas.